100%

Vereadores aprovam repasse de recursos para ACD

Promover a inclusão social de pessoas com deficiências físicas, visuais e auditivas, além de fornecer apoio a seus familiares. Essa é a missão da Associação Canoinhense de Deficientes – ACD. Uma organização sem fins lucrativos e que desenvolve um dos trabalhos de assistência social mais importantes da região. Como toda instituição não governamental, no entanto, sobrevive de doações, promoções próprias e convênios. Pensando em auxiliar a atividade da ACD, que apesar de ter sede em Canoinhas atende diversos cidadãos de Três Barras, foi que os vereadores aprovaram em definitivo a Redação Final do projeto que autoriza o executivo a repassar recursos financeiros para o custeio da instituição. De acordo com o texto, o poder executivo poderá repassar até R$ 15 mil reais para ACD arcar com o custeio da instituição. A única ressalva da câmara, garantida através de uma emenda ao texto original, diz respeito sobre a impossibilidade de o recurso ser utilizado para o pagamento de servidores, prática vedada por lei federal. A vereadora Dani Krailing (MDB) comentou que a aprovação era necessária pelo trabalho que a instituição realiza: “É uma instituição muito importante que atende pessoas de Canoinhas e Três Barras”, disse. O vereador Edenilson Enguel (PSD) também utilizou a tribuna para debater a questão, afirmando que muitas pessoas não enxergam o grande trabalho da ACD: “normalmente as pessoas só lembram dessas instituiçções na hora que precisam, infelizmente, mas o trabalho social e de apoio as famílias é muito importante”, destacou. Enguel também pediu para que seja feito um repasse para APOCA – Associação de Pacientes Oncológicos de Canoinhas: “espero que assim como nesse caso da ACD, nós também possamos estar votando, em breve, o da APOCA, que é outra instituição que precisa muito”, defendeu. O texto, que teve origem no executivo municipal, segue agora para sanção do prefeito Luiz Shimoguiri (PSD).

Notícias

Pagamentos de honorários advocatícios com recursos do Fundeb estão suspensos
Pagamentos de honorários advocatícios com recursos do Fundeb estão suspensos

Estão suspensas todas as decisões que autorizaram o pagamento de honorários advocatícios contratuais em precatórios expedidos pela União para quitar diferenças de complementação do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) devidas a Municípios. A decisão foi tomada pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, na sexta-feira, 11 de janeiro, e terá validade até o julgamento pelo plenário da Corte. A questão trata da...

Nota técnica da CNM esclarece dúvidas sobre as estimativas do Fundeb para 2019
Nota técnica da CNM esclarece dúvidas sobre as estimativas do Fundeb para 2019

Todo início de ano, quando são divulgadas as estimativas do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) para o exercício, surgem inúmeras dúvidas dos gestores municipais. Para esclarecer o assunto, a área de Educação da Confederação Nacional de Municípios (CNM) elaborou a Nota Técnica 03/2019. A publicação trata dos valores da receita anual do Fundo, além dos aspectos legais para utilização dos...