100%

Vereadores autorizam que a Mili faça melhorias na rua de seu acesso

Os vereadores tresbarrenses aprovaram na sessão da última quarta-feira, 21, o projeto de lei que autoriza a Empresa Mili S/A a proceder com benfeitorias em uma parte da Avenida Abraão Mussi, desde a rotatória que interliga a SC 120 até ao acesso principal da indústria. O parecer foi unânime entre os vereadores. O projeto de lei 51/2018 autoriza a melhoria da via pública por empresa privada, para possibilitar à empresa que é uma das maiores produtoras de papel reciclado do Brasil a proceder com a readequação do acesso à fábrica instalada no distrito de São Cristóvão, proporcionando, assim, a viabilidade de novos projetos de expansão de suas atividades. No texto aprovado ainda se garante que não haverá despesas para os cofres públicos, uma vez que a própria Mili assumirá o ônus das obras a serem realizadas. O relator do último parecer na câmara, Laudecir José Gonçalves, o Barriga (PR), agradeceu os membros de outras comissões da casa que se reuniram de forma rápida para agilizar os trabalhos. “Esse projeto entrou essa semana e nós fizemos todo o esforço para poder estar votando hoje, porque isso demonstra que nós estamos aqui para ajudar as empresas do nosso município, para gerar emprego e renda”, discutiu. O projeto segue para sanção ou veto do prefeito municipal. Sobre a Mili Em operação desde 1983 a empresa conta com mais de dois mil colaboradores diretos, distribuídos por três unidades industriais no Brasil: em Três Barras (SC), a maior das suas unidades, em Curitiba (PR) e Maceió (AL). A indústria é uma das maiores brasileiras no setor de higiene e limpeza, tendo como principais produtos, papéis higiênicos, toalhas de papel, guardanapos, fraldas descartáveis e absorventes, produtos estes, entre os líderes nacionais de mercado. Além disso a empresa investe forte nas iniciativas sociais e ambientais voltadas a diferentes setores e pessoas de todas as idades.

Notícias

Pagamentos de honorários advocatícios com recursos do Fundeb estão suspensos
Pagamentos de honorários advocatícios com recursos do Fundeb estão suspensos

Estão suspensas todas as decisões que autorizaram o pagamento de honorários advocatícios contratuais em precatórios expedidos pela União para quitar diferenças de complementação do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) devidas a Municípios. A decisão foi tomada pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, na sexta-feira, 11 de janeiro, e terá validade até o julgamento pelo plenário da Corte. A questão trata da...

Nota técnica da CNM esclarece dúvidas sobre as estimativas do Fundeb para 2019
Nota técnica da CNM esclarece dúvidas sobre as estimativas do Fundeb para 2019

Todo início de ano, quando são divulgadas as estimativas do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) para o exercício, surgem inúmeras dúvidas dos gestores municipais. Para esclarecer o assunto, a área de Educação da Confederação Nacional de Municípios (CNM) elaborou a Nota Técnica 03/2019. A publicação trata dos valores da receita anual do Fundo, além dos aspectos legais para utilização dos...