100%

Vereador Barriga propõe nova área industrial para transporte de madeiras

O vereador Laudecir Gonçalves (Barriga), propôs ao executivo de Três Barras que o município adquira ou desaproprie terreno às margens do desvio de caminhões da Colônia Tigre. A ação teria o objetivo de criar uma nova área industrial a fim transferir as empresas que trabalham com transporte de madeira para retirar o fluxo de caminhões pesados do centro da cidade. A indicação foi apresentada na sessão da Câmara de Vereadores nesta segunda-feira, 20, e encaminhada ao prefeito Luiz Shimoguiri. Segundo Barriga, as empresas que trabalham no setor de transporte, ao longo dos anos, se instalaram em vários locais do município, incluindo áreas residenciais e vias de grande fluxo. Com a medida, segundo o vereador, seria possível ofertar um novo espaço a essas empresas para que as mesmas desocupassem as áreas urbanas. Lançado em gestões anteriores, o desvio da Colônia Tigre é uma estrada de chão batido cascalhada e que liga a localidade do interior a SCT 120, rodovia pavimentada e que fica próxima ao parque industrial do município, este, que por sua vez, recebe quase toda a demanda de madeira da cidade. O desvio já previa uma diminuição substancial do fluxo de caminhões pesados nas ruas urbanas, mas, como muitas das empresas têm suas garagens nessas áreas, mesmo com a utilização da Estrada do Tigre, o fluxo de caminhões nunca cessa no município. DESVIO DA WESTROCK Durante a sessão, Barriga, que também é presidente da casa, demonstrou preocupação com o desvio viário que deve contornar o centro através da West Rock. Segundo ele, a baixa arrecadação do estado tem dificultado as negociações. Durante sua explanação “conversei com um deputado na última semana que garantiu que não haverá recursos para executar a obra”, desabafou. Ele também lembrou que o governador (Raimundo Colombo) está “deixando a desejar” ao lembrar que o Estado pouco tem feito pelo município.

Notícias

Pagamentos de honorários advocatícios com recursos do Fundeb estão suspensos
Pagamentos de honorários advocatícios com recursos do Fundeb estão suspensos

Estão suspensas todas as decisões que autorizaram o pagamento de honorários advocatícios contratuais em precatórios expedidos pela União para quitar diferenças de complementação do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) devidas a Municípios. A decisão foi tomada pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, na sexta-feira, 11 de janeiro, e terá validade até o julgamento pelo plenário da Corte. A questão trata da...

Nota técnica da CNM esclarece dúvidas sobre as estimativas do Fundeb para 2019
Nota técnica da CNM esclarece dúvidas sobre as estimativas do Fundeb para 2019

Todo início de ano, quando são divulgadas as estimativas do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) para o exercício, surgem inúmeras dúvidas dos gestores municipais. Para esclarecer o assunto, a área de Educação da Confederação Nacional de Municípios (CNM) elaborou a Nota Técnica 03/2019. A publicação trata dos valores da receita anual do Fundo, além dos aspectos legais para utilização dos...